sábado, 28 de junho de 2008

Best friend

Agora tenho um novo melhor amigo!

Todos os dias, às 6.30 da manha, vou ao contentor ao lado do escritório, contentor esse que serve de pseudo-cozinha, onde se pode tomar o pequeno-almoço e o lanche.

Ao pequeno-almoço está lá sempre um empregado a arrumar as coisas e a repôr a comida. E se lhe pedirmos, ele também faz umas omeletes. Então, todos os dias, lá lhe peço eu uma omelete.

Chego lá e no meu melhor francês (que vocês já sabem que é bem sopimpa...):

"Bom jur, une omelete si vu plé"

Ele, bom rapaz que deve ser, lá vai fazer a omelete. O que me irrita mais nesta situação é que quando eu chego ao contentor, ele está a ver o equivalente ao "Bom dia Portugal" mas argelino. Vê as notícias financeiras, vê as capas dos jornais, vê o tempo no mundo e coisas dessas. Quando lhe peço uma omelete "si vu pla", ele vai à cozinha, bate os ovos e deixa aquilo a fazer. O homem nem presta atenção ao lume, não fica a ver se os ovos agarram ao fundo, nada. Volta a sentar-se em frente à TV e passados alguns minutos, volta com uma omelete pronta!
E eu? Eu quando tento fazer uma omelete em casa, o melhor que consigo fazer sao ovos mexidos. Eu nao resisto em tocar nos ovos antes de estarem fritos, não resisto a levanta-los para ver se estão a pegar ao fundo...

"Será que o lume está muito forte? será que o lume está muito fraco? já devem estar a agarrar? e agora como está o lume? já terá agarrado? já devem ter agarrado... mas nao posso mexer neles... ja agarraram de certeza... e este lume será o ideal? uh... vou levantar só para ver.... PRONTO, cá estou eu com uns belos ovos mexidos..."

Mas este argelino, está na boa, vê TV e só vai lá dentro buscar as coisas, como se estivesse outro cozinheiro lá (não está, já verifiquei!!).

Mas o pior começou ontem. Ele decidiu meter conversa comigo. Vai daí, pergunta-me se sou francês… francês?!?! Ele só pode estar a gozar!! Com este meu francês de cocó, eu haveria de ser francês?? Só se ele achasse que eu tenho uma deficiência na boca e não consigo pronunciar bem as palavras. Ao que eu respondi:

“Non, je sui portugué”

Ah, diz ele… E pergunta-se de seguida se sei falar arábico. Ele deve ser o cómico cá do sítio! Nem francês consigo falar, ia mesmo saber falar arábico… Disse-lhe:

“Solemen une palavre” e ao apontar para a água digo “ma”.

Ao que ele fica todo orgulhoso de mim por ver que eu sei dizer água… Para a próxima vão-me perguntar se eu sou argelino de certeza, com uma fluência tão grande nesta língua tão bonita.

Então vai daí, este meu novo amigo, decide que vai-me pôr a falar arábico… ya, tá-se mesmo a ver…

Começa a apontar para um bolo e diz “Gateau” ao que tento repetir por simpatia, inocentemente pensando que a aula ficaria por ali… Diz-me que bolo diz-se da mesma maneira que em francês (eu sou mau a francês mas já tinha percebido isso quando ele disse gateau).

Passa para pão, leite, prato, mesa, tudo o que ele via à frente… Foda-se!! Que paciência que eu tenho que ter e ainda por cima logo de manha, de manha quero é que me deixem em paz…

Apresso-me a comer a omelete, para ver se me livro dele. E ele continua, mas agora a fazer-me perguntas em francês, como se eu percebesse alguma coisa que ele diz.

Ele começa a falar e eu sem perceber puto só lhe digo “Je ne compreende pá”, ao que ele continua e repete as coisas, mas agora como se eu fosse atrasado mental… Isto está a ficar bonito, pensei eu…

Ainda me lembrei, que se lhe dissesse que queria outra omelete, talvez ele fosse para a cozinha e me deixasse em paz durante uns minutos e talvez mesmo, desse para me levantar e ir embora…

Mas não… pacientemente e com falta de coragem para começar a correr para longe deste individuo, aguento estoicamente que a minha omelete acabe, dizendo frequentemente “Je ne compreende pá”…

O que vale é hoje é sábado e quarta feira é o meu último dia passado aqui na sonda…

P.S: eu escrevo os textos maiores no Word e depois copio-os para o blog, porque às vezes a minha net falha e o Word põe-me automaticamente o “til” nas palavras, porque não tenho “til” no teclado, visto este ser espanhol. O mais perto que tenho do “til” é a tecla “ñ”.
E este programa catita que é o Word, sublinhou-me todas as omeletes, sugerindo que deveria ser “omeletas”. Não acho que omeleta seja como se deva dizer omelete. Por isso, fica agora e aqui decidido por mim, que direi sempre omelete, aliás, não tivesse eu uma tamanha afinidade com a língua francesa…

2 comentários:

Nivea disse...

Agora tenho um novo melhor amigo!

Todos os dias, às 6.30 da manha, ...

Até ali, pensei que era um cão. Depois a minha vida mudou.

T disse...

Desculpa mas confesso que nao percebi o teu comentario...